sábado, 31 de julho de 2010

"A MANIA DE ESCREVER"


"Um escritor é aquele que brinca com as palavras,
que escreve com a alma, além do coração"

Uma menina cheia de mimos teve sua infância cercada por uma linda família. Sua mãe teve uma vida dedicada aos seus cinco filhos, três meninas e dois meninos. Uma das meninas era Verônica que adorava ouvir as histórias que ela sempre contava para que pudesse colocar a turma para dormir. Sua mãe era uma excelente contadora de histórias e para acrescentar era fascinada por Agatha Christie e talvez tenha sido isso que a fez imaginar e contar tão fascinantes histórias.

Foi sendo criada cercada por tudo isso e lendo muitos livros que Verônica sempre gostou de escrever e também de contar histórias, mas sempre o fez com o coração, pois amava não só inventar e contar histórias, mas tinha a mania de escrever tudo que sua mente criava.

Tudo que fez ficou guardado consigo não tendo nunca pensado em publicar um livro que com cereteza teria lhe dado muitos prêmios.

Quantas almas de escritores que brincam com as palavras formando contos inusitados estão espalhados pelo mundo no anonimato. Quantas obras de amadores escritas com a pena de profissionais estão guardadas em alguma estante. Assim temos a nossa escritora Verônica que vai empilhando suas obras para que possam ser lidas por seus filhos, netos e familiares. Escrever para ela é um hobby e vai seguindo esse caminho trilhando pelas letras e palavras formando um mundo de sonhos, alimentando a sua alma e dando sentindo a sua vida.

Verônica viveu imensamente quando jovem, cheia de disposição e energia e, certa de que tudo era possível. Ainda jovem iniciou a sua jornada de trabalho e estudo na busca de uma condição melhor de vida, conquistas e desafios, mas o tempo foi passando e as decisões e os novos caminhos que seguiu nem sempre foi aquilo que esperava. Por condição natural da vida casou, construiu uma família onde teve filhos, netos, sobrinhos, etc., e foi seguindo a sua caminhada pela vida. No decorrer dessa caminhada estava ali mais uma história, só que era real, era a história de sua vida.

Hoje ela já uma senhora com seus cinquenta anos continua com seu hobby de escrever. Só que agora a tecnologia lhe oferece mais alternativas a deixando vislumbrada com o seu computador e a internet onde escreve lindas histórias, contos, poemas participando de muitos projetos didáticos que a faz reviver, a cada dia, um novo amanhacer.

Rene Santos

7a. Edição - Tema A escrita e o escritor


Imagens retiradas da Net

sexta-feira, 30 de julho de 2010

"O meu maior erro"


O meu maior erro foi  ter me deixado levar por aquele sentimento proibido.
Começou num beijo roubado que ainda sentia em meus lábios, nas palavras de desejo e amor sussurradas ao meu ouvido. Sabia que era comprometido e sentia medo, faltava coragem para aceitar aquela situação.
Naquele dia ensolarado os smeus olhos cegaram e fui envolvida por aquelas palavras ardentes que saiam daqueles lábios sedentos de desejo que fizeram meu corpo explodir de paixão. Já sem forças para lutar contra esse sentimento que dilacerava minhas entranhas, esqueci tudo e deixei-me levar por minhas emoções e saborear cada pedacinho daquele momento.
O tempo passou e ficou na memória a lembrança daquela noite, daqueles beijos, do seu olhar, do seu cheiro, dos seus cabelos, da sua pele, do calor do seu corpo. Errei ao ter deixado acontecer esse momento único de amor que deixou raízes que só agora tomara conhecimento. Estava grávida e isso me deixava sentir tamanha felicidade, mas por outro lado enchia meu coração de insegurança por ter que assumir tudo sozinha.
Sabia que esse filho não tinha sido planejado, mas estava ali e não podia evitar os meus sentimentos. Tinha a certeza de que tinha sido negligente e não me preocupei para que isso não viesse a acontecer, mas independente de qualquer coisa tinha a obrigação, principalmente por aquele ser que estava em meu ventre, de pelo menos comunicar ao pai.
Como poderia chegar até ele sem que todos percebessem? Trabalhava na mesma empresa e desde aquele dia nunca mais ele sequer tentou olhar para mim.
Preparei uma carta explicando o que estava acontecendo e pedindo que se encontrassem para combinarmos o que fosse melhor para os dois.
Aproveitei que nos encontramos no elevador e entreguei o envelope em suas mãos olhando firme em seus olhos e sem dizer uma só palavra.
Passaram-se alguns dias e quando estava chegando em casa tive a surpresa de ver entre as correspondências uma carta sem o nome do remetente.
Cheia de curiosidade abri rapidamente e devorei palavra por palavra, linha por linha e a cada fôlego meus olhos ficavam arregalados e meus lábios secos e trêmulos.
Havia algo escrito ali, simples, claro e desconhecido. Só três frases. Ela as leu e sentiu o mundo balançar.
Três frases simples, duras e crueis que partiram meu coração em pedaços que soavam repetidamente em meus pensamentos.
- Não podemos assumir este filho e diga quanto precisa que eu te mande para dar um fim neste assunto.
- O que aconteceu foi uma coisa de momento e você sabia disso e devia ter se protegido e evitado que isso acontecesse.
- Estou sendo transferido para a filial do Canadá e a minha viagem já está marcada para o mês que vem e preciso que me respondas o mais rápido possível.
Foram três facadas em meu peito, mas respirei fundo e procurei me controlar. Existia uma criatura que seu coração batia docemente dentro de  mim e foi isso que me deu forças para aceitar a realidade dos acontecimentos.
Tinha a certeza de meu amor por ele, mas não era correspondido. Pensava tristemente que "Se um homem quer você, nada pode mantê-lo afastado. Se não, nada pode fazer ele ficar" e foi isso que aconteceu.

Rene Santos
96a. Edição - Meu erro
Projeto Blorkutando

(Imagens  retiradas da NET)

" OPOSTOS SE ATRAEM E SE COMPLETAM"


Os opostos realmente se atraem?

Uma pergunta realmente interessante e falar que "Os opostos se atraem"  é uma frase verdadeira. Num relacionamento os opostos tendem se atrair, como por exemplo, um homem super comunicativo que se casa com uma mulher tímida ou vice versa e muitas vezes essas diferenças, que passam a fazer parte do relacionamentio, podem fortalecê-lo e aperfeiçoá-lo. 
Normalmente é comum que esse inverso de comportamento ao logo da relação venha a ser um fator de destruição. No começo existe a paixão,  a atração física, mas depois fica um tentando convencer o outro de quem deve mudar e passam a competir e ver quem tem mais razão e aí surgem os atritos. 
Esse atrito pode até proporcionar a possibilidade de um aprendizado e crescimento onde o casal, ou um apenas, chegam a um autoconhecimento a ponto de perceber o quanto seu companheiro o está ajudando neste trabalho de transformação e os dois se tornam aliados.
Pode ocorrer também que haja uma rejeição de um dos parceiros em ceder, se moldar e passa a procurar por fugas e mostrando a sua desistência indo procurar outras pastagens mais própícias. Essas diferenças na verdade se ciomplementam e permitem que os dois aprendam a se entender procurando conviver e moldar as suas diferenças e assim perceber e valorizar as qualidades do parceiro e a capacidade de serem felizes. O casal com isso começa a ser mais tolerante, compreensivo, flexível e paciente em relação aos outros e a eles mesmos.
Existem vários exemplos de casos de opostos que se atraem e as diferenças que aparecem entre eles, muitas vezes são o motivo da atração de um pelo outro. Com a convivência um não ajudava para que pudesse haver uma harmonia passando essas diferenças entre eles a incomodá-los.  São coisas tão pequenas que vão se acumulando e vão arruinando os relacionamentos.
O que se espera num relacionamento desses para der certo é que haja, por parte de ambos, um esforço para aprenderem a aceitar as limitações de ambos.
Assim, de forma  amorosa e compreensiva, cada um passa a ter mais condições de ajudar ao outro tendo como objetivo conquistar mais consciência e maturidade para a relação como parceiros e para com o mundo.
Todos sonham com aquele parceiro perfeito que adivinha nossos pensamentos, que faz tudo certo na hora certa, que está sempre disponível para nos ouvir e ajudar. Que sempre concorda com as nossas atitudes e opiniões. Encontrar a nossa alma gêmea é o que afinal todos nós queremos, pois sentimos uma necessidade imensa de encontrar alguém que nos ame incondicionalmente.
Mesmo sendo almas gêmeas existem muitos casais que se separaram por incompatibilidade de gênios. Lendo sobre diversas opiniões sobre o convivío de almas gêmeas dizem não er uma tarefa das mais fáceis, pois é necessário estar muito focado no amor incondicional, com a generosidade, com a ajuto-estima e a serenidade interna para erconhecer e perceber a chegada de nossa alma gêmea. É preciso evoluir, crescer  para poder aprender e saber  lidar com um amor verdadeiro. 

Rene Santos
19a. Edição Opinativa - O opostos realmente se atraem?
Projeto Bloíquês
Mudei a imagem da abertura pois estava me incomodando e também porque ontem quando olhei a animação, rápidamente,  achei que caia bem, mas agora olhando me deparei até com erro na frase. Desculpem mas sou assim mesmo porque não sossego enquanto não fica como acho bom. Beijos e bom final de semana.

Imagens retiradas da Net
Pesquisas Wikipédia/Yin yang / imagick 

"O RENASCER DE UMA VIDA"


Nasci na Cidade Maravilhosa numa época onde era tudo muito calmo,  rmorava perto da praia e como era um bom lugar para se viver, onde podíamos passear com tranquilidade, sentir a brisa do mar, o movimento de carros era muito pouco e a maioria usava, como meio de transporte, a bicicleta.

Tive uma infância cercada por uma linda família. Minha mãe teve uma vida dedicada aos seus cinco filhos, três meninas e dois meninos. Uma das meninas era euzinha que adorava ouvir as histórias que ela sempre contava para que pudesse colocar a turma para dormir. Mamãe era uma excelente contadora de histórias e para acrescentar era fascinada por Agatha Christie e talvez tenha sido isso que a fazia imaginar e contar tão fascinantes histórias.

Foi sendo criada cercada por tudo isso e lendo muitos livros que sempre gostei de escrever e também de contar histórias, mas sempre o fiz por amor e amadoramente.
Quando já estava uma mocinha, como se dizia no meu tempo, gostava muito de passear de bicicleta e sempre organizava uns passeios pelo bairro em grupo com minhas amigas. Ádorava esses passeios, pois aproveitávamos para paquerar os rapazes e fazer troca de telefones. Nem sempre dava certo, mas as vezes até que conseguia marcar um encontro e iniciar um breve namoro. Que saudades desse tempo.

Foi num desses passeios que junto com uma amiga  começamos a seguir um rapaz que caminhava a pé e ficamos tão concentradas que acabamos nos perdendo e entrando numa rua sem saída. Minha amiga ficou logo nervosa, mas como eu era mais controlada  fui logo olhando em volta e avistei um senhor, lendo jornal, sentado na entrada de sua casa e logo perguntei:
- Pode me dizer, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
Muito gentilmente o senhor nos orientou e conseguimos encontrar o caminho de volta e tudo voltou a sua tranquilidade.
Vivemos imensamente quando jovens, cheios de disposição e energia e, certos de que sabemos tudo. Somos donos da verdade. Ainda jovens iniciamos a nossa jornada de trabalho e estudo na busca de uma condição melhor de vida, grandes conquistas e desafios, mas o tempo vai passando e as decisões e os novos caminhos que seguimos nem sempre nos levam ao que esperávamos. Entre erros e acertos, tristezas e felicidades traçamos a nossa vida da melhor maneira.
Por condição natural da vida nos casamos, constituímos uma família, filhos, netos, sobrinhos, etc., e vamos em frente nessa caminhada.

No decorrer dessa caminhada traçamos uma história de vida e continuamos o nosso aprendizado. Criamos novas atividades para que possamos manter a nossa qualidade de vida, passamos a ter hobbys e um dos que mais gosto é de escrever e mais ainda de participar desses projetos didáticos que nos fazem reviver, a cada dia, um novo amanhecer.

Rene Santos


9a. Edição Imagem com frase
Nota : 9,1
8a. Edição Frase do Livro - "Pode me dizer, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui ?."
9a. Edição Tema da Semana - "Reescrevendo a sua história"


(Imagens retiradas da NET)

domingo, 18 de julho de 2010

"Situações Bizarras"


O tema Bizarro me levou a um mundo de tantas situações de humor que são muito boas para aliviar as tensões do dia a dia.  Achei super interessante uns desenhos de cartuns e como o site centralblogs diz os autores são dignos de aplausos.
Quem passou pelo constrangimento de um banheiro público sem papel higiênico sabe rir de tal enrascada. Só imaginar o que teve de fazer...

E não é qualquer dona de casa que pode se abaixar sem causar susto no gatinho. Também, que cena!


Para não deixar de contar sobre um Mico que já tenha me acontecido aí vai uma foto que diz tudo. Claro que  quem está na foto é outra pessoa que passou pela mesma situação. Estava participando de uma convenção em Belo Horizonte e a minha mala tinha sido extraviada no aeroporto. Com esse transtorno todo fui ao shopping e fiz algumas comprinhas básicas para poder passar  os três dias, que era a duração do evento, claro que não deixando de pedir as devidas notinhas para ser devidamente reembolsada pela Companhia Aérea.  Na correria de me arrumar e com toda a tensão que já havia passado a etiqueta ficou na roupa. Cheguei toda tagarela e me achando a tal e todo mundo dando aquela risadinha ... não gosto muito de me lembrar, mas foi um dos micos mais rídiculo e vergonhoso que passei.


Rene Santos

Esta semana não consegui alongar muito no assunto pois a gripe foi mais forte que a minha vontade , mas consegui participar.


39a. Edição _ Tema Bizarro 

Projeto Blogueando


  • Imagens e pesquisa retiradas da Net

  •  entretenimento/centralblogs

sábado, 17 de julho de 2010

"Meu querido"



É tão bom ouvir sua voz me dizendo que vem me ver. Mesmo que seja por pouco tempo a felicidade toma conta do meu coração.
Escrevo esta cartinha para dizer-lhe o quanto te amo e que o pouco que posso ficar com você já me satisfaz.
Esses momentos em que estamos juntos, que trocamos carinhos, que nos amamos intensamente me fazem delirar. Como seria bom se tivesse te conhecido um tempo antes e que tudo fosse diferente. Que pudesse te amar livremente e dizer a todos os cantos que você é o grande amor da minha vida.
São tão poucos os momentos que passamos juntos que procuro guardar cada detalhe para que possa suportar o tempo que ficamos sem nos tocar onde sinto muito a sua ausência.
Esse nosso amor proibido muitas vezes me traz ao coração um pouquinho de tristeza, mas o sentimento que tenho é tão forte que aprendi a valorizar os momentos em que você é único e exclusivamente meu.
Quando estás muito tempo ausente sinto muita saudades e procuro não ficar triste e sim me preparar inteirinha para recebê-lo de corpo e alma e me entregar aos seus carinhos, aos seus toques, aos seus beijos. Vivo cada dia na esperança desse momento chegar e essa espera vai alimentando o meu amor e a vontade de estar ao seu lado.
Desenvolvemos um relacionamento tão gostoso e conseguimos compartilhar nossas vidas sem brigas e cobranças. Compartilhamos juntos o amor com prazer e diversão e isso nos realiza por ocuparmos nosso tempo com outras tarefas que absorvem o tempo que estamos distantes.
Muitas vezes paro para pensar quanto tempo vou continuar aceitando essa condição de ser sua “amante”, mas deixo a vida me levar. Tenho conseguido outras realizações no lado profissional que tem me feito muito bem, mas sei que vai chegar um dia que vou querer ter um lar, filhos , mas agora o que importa é que seu amor me satisfaz, me realiza e que me sinto tão bem que só tenho a lhe dizer que sou muito feliz.
Escrever esta cartinha dizendo isso tudo pode parecer bobeira, mas estava com vontade de colocar no papel tudo que sinto e coloquei para fora tudo que estava guardado no meu coração.
Mesmo que um dia venhamos a nos separar e que eu queira seguir meu caminho em busca da minha felicidade e da realização dos meus sonhos de mulher, tenha certeza que nunca te esquecerei. A vida é uma caixinha de surpresas e nunca sabemos o que nos espera no amanhã.

Desta sua fã incondicional



Bianca



Rene Santos

6a. edição - In Verbis

(Imagens retiradas da NET)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

"Um amor amigo"

Júnior

Podem dizer que já não existem amizades como antigamente,mas para nós isso não vale porque vivemos um sentimento de amor que se solidificou em uma grande e forte amizade.
Que saudades daquele Amor Platônico que sentíamos um pelo outro. Curtíamos um flerte nas festas do bairro e como era bom dançar com você, sentir seus braços em torno de mim, saudades daqueles beijos que não tinha fim e que me tirava o fôlego,mas que me fazia sonhar durante o mês inteiro.
Quando penso em você lembro de todos os momentos que passamos juntos, dos nossos bate papos, dos nossos segredos. Você é uma pessoa muito importante e o meu melhor amigo que sempre tem uma palavra boa para me dizer! Quero que você receba esta carta como quem recebe o carinho de alguém que se preocupa muito contigo e que se alegra sempre em receber boas notícias a seu respeito.
Fizemos um pacto de Amigos para sempre , você se lembra?
Agradeço a Deus todos os dias por ter um amigo em quem eu posso confiar de olhos fechados. Apesar da distância que nos encontramos  é muito bom saber que você existe e é alguém com que eu poderei contar para sempre.Sabes que todo o meu carinho, a minha lealdade a você  são eternos e a hora que precisar sabe que estou aqui para o que der e vier. Quanta saudade dos tempos que jogávamos conversa fora ou brindávamos, por qualquer motivo, com uma bela taça de vinho.
Que você seja muito feliz e conte com a minha amizade, o meu carinho e o meu amor que  estarão eternamente presentes dentro das minhas recordações da adolescência.

Beijos e abraços da sua

Lindinha
Rene Santos
94a. Semana - Tema : Podemos ser Amigos?

(Imagem retiradas da NET)

"A OBSESSÃO" (com atualizações)

   (at

Para falar de obsessão iniciei uma pesquisa que me mostrou diversas maneiras e formas de como é vista aos olhos dos pesquisadores e psicólogos. Comecei a observar as atitudes de diversas pessoas de meu convívio diário e até fiz uma retrospecção para as minhas próprias atitudes que são consideradas como uma forma obsessiva. Vou citar aqui algumas formas obsessivas como:
- Não consigo sair de casa sem brincos, pois é como se estivesse nua. Quantas vezes percebi perto de casa e retornei para colocar os devidos brincos. Quantas vezes percebi já no trabalho e ficava ansiosa para as lojas abrirem e ir comprar um par de brincos. Para evitar mais transtornos hoje tenho sempre na bolsa um par de brincos de reserva. E aí verifiquei que isso é um tipo de obsessão branda.
- Não passo em baixo de escada e então me pergunto isso é uma superstição ou obsessão?
- Não uso roupa e objetos na cor preta nas sextas feiras, Isso é um hábito que adquirir de minha avó e de minha mãe e continuo até hoje. Só que esse tipo de hábito é um processo obsessivo.
E assim observamos várias formas de obsessão em colegas de trabalho que escovam os dentes toda vez que ingerem algum alimento, que lavam as mãos constantemente e por aí vamos caminhando pelas obsessividades constantes que atuam pela vida.

O que é obsessão?
Obsessões são pensamentos ou impulsos que invadem a mente de forma repetitiva e persistente. Podem ainda ser imagens, palavras, frases, números, músicas, etc. Sentidas como estranhas ou impróprias, as obsessões geralmente são acompanhadas de medo, angústia, culpa ou desprazer. O indivíduo, no caso do TOC – Transtorno Obsessivo-compulsivo, mesmo desejando ou se esforçando, não consegue afastá-las ou suprimi-las de sua mente. Apesar de serem consideradas absurdas ou ilógicas, causam ansiedade, medo, aflição ou desconforto que a pessoa tenta neutralizar realizando rituais ou compulsões, ou através de evitações (não tocar, evitar certos lugares).



Segundo Fernando Aureliano, um estudioso desse assunto e que convive e batalha com essa doença há 18 anos explana que "ainda hoje a ciência moderna não conseguiu explicar a natureza deste distúrbio, mas já se sabe muitas coisas importantes sobre essa doença que transforma as pessoas em reféns de sua própria consciência.
A medida que a ciência avança em suas pesquisas, fica cada vez mais evidente os fatores biológicos que cooperam para o desenvolvimento desta doença. É muito comum o “Transtorno Obsessivo Compulsivo” (TOC) ocorrer após traumatismos, lesões ou infecções cerebrais. A hiperatividade tende a se normalizar com o tratamento farmacológico bem como com a terapia cognitivo-comportamental.



Fatores de natureza psicológica também influenciam no surgimento, manutenção e agravamento da doença. É possível que o distúrbio surja após algum stress psicológico. Estes conflitos podem agravar os sintomas e podem também alterar a forma de pensar dos pacientes. O TOC pode mudar a forma de perceber e avaliar a realidade, pode fazer com que super valorizemos nossos próprios pensamentos e ações, nos fazendo acreditar que eles possam influenciar diretamente em eventos de escalas grandiosas. Podemos acreditar até mesmo que podemos salvar um planeta inteiro com um simples acender e apagar das luzes.

Algumas características da doença é nos fazer desenvolver rituais para que possamos manter o equilíbrio e a vida no planeta, ou simplesmente, que acreditamos colaborar para que nos faça manter nossa própria integridade. É comum rituais de repetição, preocupações absurdas com limpeza, perfeccionismo. Um portador desta doença acredita verdadeiramente que salva vidas todos os dias.

Os “pensamentos mágicos” podem acompanhar um paciente por dias inteiros, ou até mais. Cada paciente pode apresentar um ou mais destes sintomas, que até o momento são considerados incuráveis. Podem ser diminuídos e se tornarem até mesmo raros através de tratamentos e cirurgias, mas sempre estarão lá.

É importante entender que esse tipo de reação não é algo que surge na cabeça das pessoas com esse problema como algo que possa simplesmente ser ignorado. As ideias que guiam e geram comportamentos nas pessoas com o TOC são extremamente poderosas. E por mais que depois de muito tratamento psicológico os pacientes saibam que aquilo não é real, por mais que tenham completa consciência disso, é como se não tivessem opções. Como se houvesse um ser supremo e super poderoso em sua cabeça que lhe controlasse e lhe obrigasse a seguir com os rituais. Alguns destes rituais chegam a ser feitos, muitas vezes, sem que nós mesmos percebamos. É algo absolutamente incontrolável, como se estivéssemos drogados mesmo. Como se não tivéssemos mais nenhum controle que seja de nosso corpo. Comportamentos “evitativos” também são comuns como forma de não desencadearem essas obsessões.

Tenho absoluta certeza de que não vou conseguir explanar todos os problemas relacionados ao TOC, como não sou a pessoa certa para entrar em detalhes mais profundos.
Existem várias produções interessantes do cinema e da TV que falam sobre o assunto (apesar de um pouco exageradamente, ou não!), como por exemplo os filmes: “Melhor é impossível“, “O Aviador” e o seriado “Monk“. "



Rene Santos
17a. Edição Opinativa  - Obsessão
Projeto Bloínquês



Vídeos you tube
Pesquisa e descritivos retirados dos sites
 http://www.obsessivocompulsivo.com/ 
http://www.ufrgs.br/

"SUBLIME MOMENTO"


Doce e sublime momento de um início de tarde do mês de agosto
Entre carinhos, afagos, dores e suspiros ao meu filho dei à luz
Inesquecível emoção me embargou a garganta ao ouvir o seu choro
Com olhos embaçados vi seu rostinho cor de rosa contra a luz
Entre sorrisos e choros de alegria queria ver, sentir esse ser tão pequenino
Esse ser tão meu, tão perfeito, tão lindo de um amor que não se traduz.


Ser mãe foi um momento único da realização de um sonho lindo
Sentir esse filho em meus braços, com suas mãos macias sobre meu peito
Sentir seus lábios sofregamente sugar meus seios saciando sua sede
Sentir seu corpinho tão delicado aninhado em meu colo que saudade
Queria poder voltar nesse tempo e fazer renascer cada momento
Queria poder reviver as primeiras palavras, os primeiros passos do meu anjinho.


Esse dia, essa data estará sempre viva em minhas recordações
Alimentando a minha alma e aquecendo o meu coração.
Meu filho é um sonho real que gera vida, amor e alegria
E hoje as atitudes se invertem e em seus braços me acaricia
Com toda preocupação e cuidados toma conta do meu sono
Toma conta de tudo e me enche de mimos e carinho.


Que mais posso querer do que agradecer a Deus por tamanha bênção
De ter gerado esse filho que só me traz alegrias e emoção.
Obrigado por ter sido protagonista desse espetáculo divino
Que desse amor sublime fez da minha vida um constante aprendizado.
Obrigado pela felicidade de ser mãe e por viver esse dia tão especial
Que em minha memória viverá para sempre momento tão celestial.



Rene Santos

7a. Edição Tema - Data

(imagens retiradas da NET)

quinta-feira, 15 de julho de 2010

"AMAR SEMPRE VALE A PENA"


Tive um grande amor e não soube dar valor até o dia em que ele foi embora. Tentei de todas as maneiras fazer com que voltasse, mas já era tarde demais e só me restou sofrer com a dor que ficou dentro de mim. Depois deste dia minha vida nunca mais seria a mesma.
Sentada em frente à janela tendo no colo a nossa filha, a minha linda princesa, sabia que ali estava a razão de ter forças para continuar vivendo. Olhando pela janela e sentindo seu corpinho indefeso em meu colo via como era grande a minha capacidade de amar, de enfrentar o que fosse necessário para que nada de ruim lhe acontecesse e lutar para que tivesse uma vida cheia de saúde, amor e felicidade.
Estava tudo calmo, o quarto no escuro e os meus pensamentos recordando tudo o que poderia ter feito e simplesmente deixei passar. Quantas vezes deixei de dizer “eu te amo”, palavras que alimentam e enchem de emoção nossos corações. Quantas vezes deixei de escrever momentos inesquecíveis para que pudessem ficar eternizados e jamais fossem esquecidos. Quando se ama de verdade nunca podemos pensar só em nós, pois quem está ao seu lado tem que se sentir amado. Como fui egoísta e não soube me doar, encher de agrados, de carinhos, de simplesmente dedicar pequenos gestos para demonstrar o meu amor. Agora é tarde e não adianta chorar.
Como me sinto triste e procuro alguém para amar e sei que isso não é algo que eu possa passar numa loja e encontrar lá a minha disposição na prateleira. O amor aparece quando menos se espera e como sofro só de pensar que deixei escapar àquele a quem tanto amei.
Sonho em encontrar um grande amor novamente, mas não vou mais viver como alguém que só espera um novo amor.
O amor que carrego comigo é eterno, cheio de emoções e muito gostoso de se ver a cada dia que passa. Esse amor vai crescendo, vai ficando mais forte e tenho a certeza, que por tudo que passei, por todos os erros que cometi, olhar para a minha princesa é poder dizer que amar sempre vale a pena.

Rene Santos

7a. Edição Imagem com frase
6a. Edição Frase de livro
(Imagens retiradas da NET)

domingo, 11 de julho de 2010

"Pela janela do meu quarto"


Pela janela do meu quarto vejo o sol entrar vindo me acordar.
Bem depressa me levanto para na varanda apreciar
O passarinho trazendo no seu canto um doce bom dia
Que enche a minha manhã de felicidade e alegria.


Quando o dia amanhece nublado o vento bate na janela
Acordo cheia de preguiça e triste por não ver o sol
Levanto dando bom dia ao vento que as árvores balança
Mostrando com alegria a força e a beleza da natureza.


Quando o dia amanhece com a chuva a cair
Não tenho vontade de acordar e na chuva sair
Feliz eu fico pelas minhas plantas molhar
Torcendo para o tempo melhorar.


Pela janela do meu quarto vejo tudo que é belo
Vejo o céu em todos os tons em que dia for
Vejo a natureza em cores e num tom singelo
Como sou feliz em poder ver tanto esplendor.


Gostaria de poder ver o mar e sentir o cheiro da maresia
Para que quero tanto se posso fechar os olhos e sonhar?
Existe coisa mais gratificante do que apreciar
Essa vista maravilhosa dessa janela todos os dias?


Minha janela, meu refúgio, minha amiga
Quantos momentos passo debruçada
Vagando em pensamentos pela madrugada
Esperando pelo sono ser abraçada.


Pela janela do meu quarto admiro a beleza
Me aconchego nos braços do meu amor
Embalada pelo canto, pelo vento, pela chuva
Entre carinhos, abraços e beijos fazemos amor.

Rene Santos

2a. Edição Poema/Poesia - Tema Lugar
20/08/2010


Projeto Bloínquês

38a. Semana - "Pela janela do meu quarto"

(Imagem superior retirada do Tumblr )

sábado, 10 de julho de 2010

"Meu Querido irmão"



Peguei a caneta, encarei o papel em branco e escrevi esta carta para matar as saudades e aliviar o meu coração. Tantos anos já se passaram e não teve um ano que não me lembrasse de você. Como gostaria de estar junto de ti e poder acalmar esta dor que arde dentro de mim.
Como esquecer cada pedacinho que compartilhamos juntos, nossa infância e os cuidados que tivemos com sua adolescência para que conseguisses superar os osbstáculos que uma pequena arritimia o acometera.
Como um milagre lá estavas a todo vapor curtindo a vida , seus amigos, e como adorava uma festa, e como paqueravas as garotas,  e dançavas como ninguém e as músicas as sabias todas na ponta da língua.
Eras o Genio da turma e na hora de montar o som para a festa lá estavas sempre bem disposto. E,  foi num desses dias, que o som não funcionou... Porque tinhas que partir tão cedo e de forma tão dolorosa que a todos nós abalou?
Saudades de sua voz, de seu sorriso, de seu encanto, de nossas brigas ... saudades de suas histórias, de sua arte que em uma tela inacabada deixaste a marca da sua sombra.
Saudades que percorre a minha alma e acompanha a minha vida.
Fecho os olhos e começo a sonhar - quantas recordações de alegrias e tristezas transbordam em meu pensamento , meu coração se enche de amor e parece que nada aconteceu e que você está aqui ao meu lado.
Mas doce ilusão que mais do que depressa me traz de volta a realidade,  como num sopro , num vento que refresca meu rosto vejo que é tudo um simples sonho e que o nosso amor  é como o vento não posso ver mas posso sentir.
Meu saudoso irmão serás para sempre a lembrança eterna de vida que me ilumina e me acalma. 
Deixo aqui estas palavras que guardarão para sempre o eterno amor desta sua irmã.   
"ism"


Rene Santos
5a. Edição  In Verbis

(Imagens retiradas da NET)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

"O PREÇO DA TRAIÇÃO"



 Aquele homem que era um eterno apaixonado jamais poderia suspeitar que a mulher que tanto amava o faria sofrer tamanha desilusão. O tempo não pára, passa rápido e não se pode deixar escapar das mãos o que lhe é mais precioso. Como poderia imaginar que fosse traído de forma tão cruel, tão asquerosa, tão fria, tão sem sentimentos.

Durante tantos anos ela não sabia viver de outra forma a não ser como mulher infiel. Traições atrás de traições, não importava quem fosse caia de olhos fechados sem pudor algum, pois tinha prazer de trair ao homem que tanto amava e não escondia aos seus amantes esse prazer doentio. Jamais imaginou que esses momentos iriam terminar e que pagaria um preço muito alto por suas atitudes.

Havia planejado uma festa de fantasias com pessoas todas mascaradas e das mais variadas formas de vida. Foi uma noite cheia de atos extremos de prazer e desejos. Levava essa vida no anonimato e nunca admitiria ser pega agindo de forma tão vulgar.

Chegando a sua casa ao amanhecer levou um susto em encontrar aquele que tanto a amava e a envolvia em carinhos e tanto lhe protegia sabendo de tudo que fazia sem se importar, nos braços de outra pessoa. Descobriu que seu marido era gay e isso foi como disparar uma flecha contra si mesma.

Envolta em tantos pensamentos começou a se fazer diversos questionamentos, perguntas e respostas.
- Tinha que me poupar e evitar que a família toda descobrisse essa farsa.
- Qual a atitude mais certa a tomar?
- Ficar no anonimato. Claro, eu consigo fazer isso com toda a certeza.

Ficaram as recordações de momentos inesquecíveis, momentos proibidos de se lembrar e momentos que esperava que fossem vividos novamente.

Esperava agora viver o que era correto, o que era novo, desconhecido e diferente. E era isso que ela estava tentando fazer, mesmo que seus pensamentos quisessem levá-la ao passado... Ela não se renderia

Rene Santos

5a. Edição Frase de Livro

Versão 1.0
(Imagens retiradas da NET)

"O DESTINO SEMPRE NOS RESERVA SURPRESAS"


Eu estava no fundo do poço, estava em estado de choque pelos acontecimentos que ocorreram, nestes últimos dias. Precisava organizar meus pensamentos e acalmar meu coração para tomar um rumo na vida .
Foram tantas juras de amor, tantas promessas, tantos planos. Um noivado de alguns anos onde juntos compramos um apartamento, um enxoval quase completo, montamos nosso lar, sonhamos com nosso casamento, nossa lua de mel, nossa vida a dois com nossos filhos e agora isso tudo não existia mais.
O que aconteceu para que esse sentimento tão bonito tivesse um final tão seco, tão sem explicação. Ainda escuto ao longe a voz dele dizendo:
- Não vai haver mais casamento, pensei muito em tudo que vem acontecendo, nas inseguranças com a minha vida profissional e não estou preparado para assumir esse compromisso, falou friamente olhando para mim sem nem piscar os olhos.
Ainda perguntei sobre o nosso amor e ele simplesmente me respondeu:
_ O nosso amor foi tudo uma ilusão, o sentimento que tenho por você é de ternura, de amizade. A vida se encarrega de mudar o nosso caminho e assim partimos para uma nova vida, um novo desafio.
Não podia acreditar no que estava ouvindo, parecia um pesadelo ver o meu sonho de amor desmoronar. Como ele foi tão frio que ainda disse que precisava conversar comigo para acertar alguns detalhes e eu , transtornada , simplesmente respondi:
- Está certo, o que você quer de mim, me levar à loucura, já não basta o sofrimento que isso tudo está me causando?
Estava na casa dele, quando isso tudo aconteceu, e me disse que tínhamos que acertar sobre o apartamento e de tudo que havíamos comprado juntos e estava tão confusa que preferi não questionar, mas uma pergunta estava engasgada na garganta
–Para você esta seria a maneira rápida de terminar as coisas, não é?
Como ele estava sendo tão calculista, tão sem coração e não queria nem saber que motivos o levaram a tomar tal decisão, estava cheia de tristeza, de raiva no meu coração que não tinha mais espaço para esse amor - era uma página virada na minha vida.
Aquilo tudo estava me sufocando, precisava respirar um ar puro e com os olhos cheios de lágrimas peguei minha bolsa e sai correndo.
Já era noite e começava a chover parecendo sentir a tristeza que me destruía por dentro. Abrir o guarda chuva olhando para o vazio sem saber que rumo seguir, meus pés naquele asfalto gelado fazendo meu corpo tremer. Andando sem rumo, procurando um destino.
O destino sempre nos reserva surpresas que o tempo se encarrega de curar todas as mágoas e feridas deixadas pelo caminho. A vida sempre nos leva a outros caminhos onde renascemos com mais força , com mais experiência transformando as tristezas do passado em simples lembranças.

Rene Santos
 
6a. Edição Imagem com frase
(Imagens retiuradas da NET)

"Dunga confessa que não levar Neymar foi um erro"


Dunga, após a eliminação do Brasil da Copa 2010 e vendo a falta de opções para superar o vexame da derrota declarou que falhou em não ter convocado Neymar. 
O ex-volante se mostrou sensibilizado ao lembrar das atuações de gala do camisa 7 santista e declarou a impressa com grande tristeza:
 
“Pensei em não haver possibilidade de surpresas. Procurei fazer a convocação  em cima do meu trabalho de três anos e meio à frente da seleção. Neste período, chamei 80 jogadores e cada um teve a sua chance, a sua oportunidade. Quem conhece futebol sabe que não há possibilidade de surpresa. Normalmente quando há preparação, não há surpresa, mas essa não foi a realidade e aprendemos com os erros cometidos”, garantiu Dunga.
 
“Tomamos decisões em cima da atuação do jogador no momento, e não em cima daquilo que pensamos que ele pode jogar. Não posso prever o desempenho de cada um. E mais uma: hoje digo que  consideraria  a opinião da imprensa e, se necessário fosse, mudaria o time todo domingo”, concluiu.

Agora é tarde para arrependimento e o que resta é a seleção voltar para casa e procurar esquecer essa triste derrota e ter a esperança de em 2014 ter um técnico que possa ter uma visão melhor e tomar decisões mais acertadas.

Redator Rene Santos
5a. Edição Inventando Notícias

Esta notícia é fictícia
(Imagens e pesquisas retiradas da Net)

quinta-feira, 8 de julho de 2010

"HEXA AGORA SÓ NO BRASIL EM 2014"



Acabou a copa do mundo de futebol de 2010. Começam os preparativos para sermos os anfitriões em 2014. Inúmeros são os fatores que podem ser considerados quando nos perguntam o que deu errado, por que fracassamos, por que paramos mais uma vez nas quartas-de-final?

Durante a Copa do Mundo, a seleção brasileira se esforçou em fazer o melhor,mas finalizou com uma derrota contra a Holanda que levou a vitória por 2 a 1, nesta sexta-feira dia 2 de julho de 2010.

A tristeza da alma nacional estava estampada no rosto do goleiro Júlio César, logo após a partida. Parecia que havia acabado de perder um ente querido, tamanha a dor, daquelas que por mais esforço você não consegue esconder.

Do lado holandês, o que se via era uma comemoração, sem paixão, de quem fez apenas a obrigação. Tinham acabado de eliminar o favorito das Copas , a equipe cinco vezes campeã do mundo, que havia mandando para casa sua seleção nas últimas duas vezes em que se encontraram.

O descontrole dos jogadores brasileiros diante de um simples gol do empate, anotado antes do primeiro terço da segunda etapa impressionou a todos nós. O Brasil dominava amplamente o jogo, era o senhor de toda a situação, mas pôs todo um trabalho de quatro anos a perder.

A realidade podia ser vista sem muito esforço e qualquer analista desatento era capaz de perceber duas coisas essenciais: a sofrível relação a um preço alto de Felipe Melo na Seleção em um Mundial e a falta de opções no banco de reservas de Dunga.

Mas ainda bem que havia uma forma de atenuar a dor. Foi quase hilária a entrevista de Felipe, a personificação da derrota. “Não dei um soco ou cuspi na cara de alguém. Foi lance de jogo, não foi uma jogada desleal. Dei um carrinho. Não sei se foi jogada para cartão vermelho”, se defendeu, para depois tentar corrigir: “se eu quisesse quebrar a perna do Robson, teria quebrado. O problema foi que toda hora que encostava, ele caía” , relatou, para justificar a pisada pornográfica que deu na perna do adversário.

O Brasil começou a todo o vapor. Ligado. Robinho não queria saber de brincadeira e foi logo encarando a zaga holandesa. E estava mesmo a fim. Aos 07 minutos, Maconi deu para Daniel Alves, impedido, lançar para o atacante que não quis nem saber se o jogo estava parado. Mandou a bola para as redes. Gol anulado. Aos 10 minutos, Felipe Melo começaria a se tornar protagonista. Com um belo lançamento, deixou Robinho na cara do goleiro Mecklenburguês. O atacante só teve o trabalho de deslocá-lo, de primeira, e abrir o placar. Parecia que seria fácil. Com mais posse de bola, a Seleção Brasileira deixou de garantir a vaga. A displicência custaria caro na etapa final.

No segundo tempo a Holanda voltou com toda a força marcando forte e mantendo a posse de bola. A estratégia deu certo. Aos 08 minutos, Michel Bastos fez falta em Robson e na cobrança Schneider cruzou para a área e Felipe Melo, fez contra. Desviou de cabeça e tirou das mãos de Júlio César. Os holandeses só não ampliaram porque não quiseram e o Brasil teve uma única chance de empatar, com Gilberto Silva, aos 35 minutos. Nada mais.

Os brasileiros sentiram o golpe. Não se acharam mais em campo. O resultado foi esse que já estamos cansados de falar, um placar de 2 a 1 que ninguém merece.

Para Dunga acabou o sonho verde-amarelo ali mesmo na África do Sul representada pelo fracasso de um dos seus homens de confiança. De herói a vilão, Felipe Melo deu o passe para o gol brasileiro no primeiro tempo, fez gol contra e foi expulso na etapa final, quando o Brasil já perdia. Como explicar ? Isso ainda vai ser assunto para muitas e muitas mesas de “ bate bola “.

Os holandeses só não ampliaram porque não quiseram e o Brasil teve uma única chance de empatar, com Gilberto Silva, aos 35 minutos. Nada mais.

O Sonho do Hexa ficou para 2014 e agora no Brasil. Fica a certeza que daqui a quatro anos a Pátria de Chuteiras renasce.

Rene Santos

A Copa do mundo de 2010 não é nossa
Edição Opinativa - Projeto Bloínquês
Confesso que como comentarista esportiva deixo a desejar, mas com a ajuda de catedráticos e universitários da família, consegui participar deste projeto como até já estou me aperfeiçoando a aprendendo  sobre essa arte do futebol que é a uma Febre Mundial. Espero que seja bem competitiva junto a tantos que vivem no seu cotidiano falando sobre futebol. Beijos

Imagens e pesquisas retiradas da NET