sexta-feira, 25 de março de 2011

" Que loucura "

Olhei para a janela preocupado que alguém estivesse nos vendo e essa preocupação estava me tirando o controle. Como pude deixar me levar por essa paixão de adolescente e ter saído com uma funcionária da empresa.

Que loucura a minha arriscando o meu cargo de diretor e o pior o meu casamento. Como poderia imaginar que teria que seguir pela mesma via para poder deixá-la em casa.

A Avenida estava movimentada e cada carro que passava imaginava que poderia ser alguém conhecido. Preocupado com tudo e arrenpedido do que fizera não pensei duas vezes. Parei o carro no acostamento dando dinheiro para ela pegar um taxi e pedi que saltasse ali mesmo.

Tranquilamente e com um sorriso irônico ela saltou e fechou a porta do carro ficando imóvel esperando eu dar a partida.

Segui o meu caminho e pelo retrovisor vi que ela sentou na passagem do meio fio, cruzou as pernas e ficou olhando na minha direção.

O dia foi cheio de loucuras e sei que ali não seria fácil dela pegar um táxi, mas era esperta o suficiente para achar o caminho de volta. Isso poderia se perceber através de sua atitude e postura em ficar ali sentada na maior calma.

Apesar de me achar muito esperto e pensar que sei tudo aprendi que neste mundo a vida ensina a muitos jovens a serem interesseiros e procurarem oportunidades que possam lhe dar uma boa posição financeira, mas com isso correm riscos muitas vezes perigosos.

RSantos

61a. Edição Visual
imagem projeto

Um comentário:

@juusep disse...

Rene, da proxima vez em que o tempo estimado para prazo for quebrado e o texto não tiver no ar, eu sinto muito, mas não o avaliarei. Eu cliquei várias vezes para atualizar até seu texto entrar realmente no ar. Peça maior pontuação. Gosto DEMAIS das tuas participações no BLQ, mas a pontualidade é algo preciso a ser comprido. Não sei se outro moderador esperaria. É só uma dica. Beijo