sexta-feira, 23 de abril de 2010

"A CENSURA VIVA"

Desde de que me conheço como gente carrego a palavra “censura” comigo.
Quando criança os programas de televisão eram censurados após determinado horário – “proibido para menores de ...... anos” e, não tinha choro, papai me mandava para a cama dormir. Para ir ao cinema a mesma coisa e tinha que ir sempre acompanhado de pessoa maior de idade.
Quando jovem as censuras aumentaram, para entrar nas boates só maiores de 21 anos, para ir aos bailes até permitiam, mas lá ia eu com minha mãe ou avó a tiracolo.
Sendo criada em uma época onde a censura era usada para esconder a verdade, omitir a corrupção, tirar o direito de ir e vir, calar os meios de comunicação, a liberdade de expressão, hoje ligados ao mundo pela Internet, ganhamos um conhecimento maior, uma opinião própria e seja da forma que for acabamos expondo, naturalmente, o que sentimos.
E é por isso que censurar a Internet é como “catar agulha no palheiro”, a forma de expressão é muito vasta - e o fato de estar aqui participando deste tema e dando a minha opinião seria cabível de censura? – a minha resposta seria não ,porque a exponho de uma forma construtiva, onde outros leitores poderiam ver com outros olhos e expressarem a sua opinião livremente. Essa censura na Internet se espalha pelo mundo e muitos blogueiros que fizeram contestações políticas em alguns países foram presos
A censura está viva com relação as drogas, ao tabagismo, a bebiba alcóolica e vejo isso de uma forma positiva e acrescento que a educação deve ser iniciada pelos pais dando toda a orientação e base para que os jovens não sigam por caminhos que não tem volta.
Estamos num ano de eleição e o cidadão tem que ser consciente das suas responsabilidades para com a coletividade, a Nação, o Estado, onde cada um tem que dar a sua parcela de contribuição para a conquista de seus direitos. A lisura na conduta, a honestidade de suas posturas e a dedicação aos interesses públicos são questões de ética e estão cada vez mais visíveis na cena pública brasileira com casos que assolam a mídia. Para votar não há censura e sim, conscientização na busca daqueles com melhores ações, tanto na vida pessoal como na vida pública.
Pensei em encerrar por aqui, mas a minha indignação é tão grande que não posso ficar calada. Jamais poderia imaginar que nos tempos de hoje, presenciaria o nascimento de um lider que chega ao poder pelo voto do povo e domina uma nação, comandando com mãos de ferro os meio de comunicação , marcado por censura , controlando toda a programação e sendo punida qualquer forma de expressão contrária . Será que já vimos este filme antes?
*Rene Santos*


(Imagens retiradas da NET)

Nenhum comentário: