domingo, 18 de abril de 2010

"O DESABAFO"



Desde o dia que nascemos começamos a superar obstáculos e a cada fase ultrapassamos uma barreira e vamos crescendo conquistando nosso espaço.
A vida é muito sábia e vai nos mostrando, passo a passo, a saber conviver com as tristezas, derrotas, perdas, mas também nos revigora e enche de energias nos momentos felizes , nas vitórias, na grandeza do amor familiar, dos amigos e são esses altos e baixos que fazem o equilíbrio de um ser humano.
Esse equilíbrio , infelizmente, é abalado com a violência onde andamos no meio dela todos os dias.
- Um pivete que te encosta uma gilete nas costas para te assaltar;
- Um arrastão na volta do trabalho com um exército de bandidos mais bem armados do que as Forças Armadas;
- Um bandido que foge no meio da rua atirando para todos os lados bem na hora do almoço das empresas e da saída dos jovens das escolas;
Esses são alguns dos terríveis momentos que vivenciamos e quem já não passou por eles? Como “somos tão vulneráveis... não aprendemos nas escolas como nos defender dessa violência- muitos em seu tempo aprenderam a ser educados, a divulgar o amor, a fraternidade.
Desculpe fazer dessa dissertação um desabafo, mas como faz bem e nos lava a alma.
Como consequência de tanta violência e no despreparo das pessoas , muitos são acometidos pela Síndrome do Pânico com  crises de medo, insegurança e de uma forma incontrolável onde o desânimo, a depressão os levam a não ter condições de trabalhar, estudar. Além de um apoio médico o que mais necessitam é do apoio familiar , amor e dedicação é o que ajuda a superar as crises e os medos.
Convivemos dia a dia com a violência , um mundo que explode terror, tsumanis, guerras , corrupção, enchentes avassaladoras com milhares de vítimas e desabrigados  para o qual não fomos criados e nem preparados. Mesmo assim encontramos milhares de pessoas cheias de espírito de humanidade e que se juntam procurando ajudar , contribuir da melhor maneira.
Inseguranças diversas no mercado profissional que nos prega peças, nas responsabilidades que às vezes nos atropelam - de repente nos pegam de  surpresa - não importa quem seja ,homem, mulher, criança - todos podemos, sem menos esperar, entrar numa crise num piscar de olhos e o melhor remédio é viver com amor - o melhor remédio é amar e ser amado - não estar sózinho na vida - ter uma família unida , amigos sinceros.
Buscar a  felicidade é o mais importante e temos que aprender que independente da perspectiva que cada um tenha, o principal é irmos atrás de nossos sonhos.

26a, Edição : SUPERAÇÃO  - Blogueando


 Rene santos


Na revista Época Negócios (edição de dezembro de 2007) traz uma reportagem falando sobre as aulas de Ben-Shahar e destaca, entre outros pontos, 6 idéias fundamentais a serem trabalhadas pelo professores para que seus alunos consigam se sentir mais felizes e realizados...

1.Aceite suas emoções. Permita-se ser humano. Não rejeite seus sentimentos, sejam eles positivos ou negativos.
2. A felicidade se revela no ponto de encontro entre relevância e prazer, ou seja, devemos fazer o que gostamos e nos envolver com coisas e ações que para nós sejam significativas.
3. Felicidade é, acima de tudo, estado de espírito elevado.
4.Temos que simplificar nossas vidas, o importante não é a quantidade, é a qualidade do que realizamos.
5. Para a mente estar bem, o corpo tem que estar bem. Faça exercícios físicos para o corpo e a mente regularmente.
6. Expresse gratidão sempre que possível, aprenda a dizer obrigado sempre que tiver oportunidade.

(Imagens retiradas da NET)

Nenhum comentário: