sexta-feira, 6 de agosto de 2010

"Ao meu Amado Pai"


Vou lhe contar tudo o que eu nunca disse, pai desde do tempo que esteve presente ao meu lado. Como eras tão importante na minha vida, meu amigo e companheiro de todas as horas, meu protetor e defensor dos meus medos e inseguranças, meu exemplo de ser humano digno e trabalhador, meu herói. Pai eras tudo isso e nunca fui capaz de parar para lhe dizer “eu te amo”.

Quanta saudade sinto dos tempos em que me abraçava, me beijava, das brincadeiras de cavalinho sentada em seu colo, das muitas  gargalhadas  ouvindo as suas piadas, do tempo em que ficava esperando chegar do trabalho para logo ir procurando nos seus bolsos as balas que sempre estavam lá para mim.

Pai que saudades que sinto de não ter estado ao meu lado para me ver  crescer, me formar, me casar. Como gostaria que tivesse conhecido o seu neto que tem tanta coisa que faz lembrar você , seu jeito de andar, seu sorriso, seu olhar ... oh meu pai como fostes tão bom para mim, uma bondade que sinto tanto falta neste mundo que hoje é tão escasso deste sentimento.

Meu pai hoje acordei pensando em ti e com meu coração apertadinho sentindo a tua falta, lembrando dos momentos que marcaram nossas vidas.

Saiba que, mesmo estando ausente, nunca vou lhe esquecer  e tenha a certeza que continuarás sendo uma pessoa especial que vive dentro de mim.

Com todo o amor de sua filha

Rene Santos 


5a. Edição Carta - Projeto Bloínquês
8a. Edição Especial - Dia dos pais
Projeto In Verbis


(Imagens retiradas NET)

Nenhum comentário: