sábado, 23 de abril de 2011

" UMA PARTIDA SEM DESPEDIDAS "


Bela e elegantemente vestida Isadora chegara à estação ansiosa em partir o mais rápido daquele lugar.

Tomara a decisão de retornar para o lugar onde nascera, sua terra Natal, onde estavam as suas raízes, onde estaria protegida e amparada.

Estava partindo sem despedidas, deixando para trás todas as tristezas e mágoas de um casamento fracassado, de um amor cheio de tortura e sofrimento.

Colocara um ponto final neste sonho que se perdera pelos caminhos da vida.

Quantas vezes soube que ele a traia atingindo em cheio o seu coração, mas sofria calada com medo de perdê-lo, de não mais o ver.

Fingia que dormia quando, quase como uma pluma, ele deitava ao seu lado exalando ainda o cheiro da noite de pecado.

Chorava em silêncio desejando tanto estar nos braços de sua mãe que sempre a aconselhava e orientava. Lembrava-se de suas palavras quando aceitara se casar e morar num lugar tão distante dos seus.
- Isa, minha filha, quero que saiba que ainda que pensares em retornar de onde veio, lembre-se do porque foi para lá.

Cega pelo amor nem ligava para o que dizia a voz da experiência que só queria o melhor para sua filha.

Fora companheira, amiga, mulher que sempre estivera presente reparando os seus erros, escutando seus desabafos, cuidando quando estava doente, aturando as suas ressacas e nunca recebera o devido valor por isso.

O tempo se encarregara de acabar com este sentimento que havia em seu coração e cansada de tudo o que mais queria era seguir para uma nova vida longe dali. Descobrir coisas novas, sentir vontade de viver, sentir ser amada novamente e recomeçar procurando recuperar esse tempo que perdera.

Com a certeza absoluta da decisão que tomara arrumou suas malas e saíra de casa sem olhar para trás uma só vez, seguindo em frente para viver um novo presente e passando a borracha nesse triste passado.

Pensou em avisá-lo, mas achou melhor que ele descobrisse e que parasse para refletir em tudo o que fizera. Que olhasse para dentro de si mesmo descobrindo o quanto era um cara vazio e fracassado.

O seu trem chegara e em poucos minutos estaria retornando de onde viera e deixando para trás um passado que para a sua felicidade não seria mais um empecilho.

RSantos


13a. Edição Gênero Situação
Tema: Qualquer parágrafo
"Ainda que pensares em retornar de onde veio, lembre-se do porque foi para lá"
17a. Edição Começo e Fim
Tema:Começar com a sílaba "Be" e terminar com sílaba "lho"

Pauta Projeto Creativité

Imagem Net

Um comentário:

Pati disse...

Viajo a cada história publicada aqui!