segunda-feira, 24 de maio de 2010

"O FIM DE UM SONHO"


Ainda chocada pelos acontecimentos que ocorreram, nestes últimos dias, tento organizar meus pensamentos e acalmar meu coração.
Foram tantas juras de amor, tantas promessas, tantos planos - um noivado que durou 6 anos - juntos compramos um apartamento, um enxoval quase completo , montamos nosso lar – sonhamos com nosso casamento, nossa lua de mel, nossa vida a dois com nossos filhos e agora isso tudo não existia mais.
O que aconteceu para que esse sentimento tão bonito tivesse um final tão seco, tão sem explicação. Ainda escuto ao longe a voz dele dizendo:
- Não vai haver mais casamento, pensei muito em tudo que vem acontecendo, nas inseguranças com a minha vida profissional e não estou preparado para assumir esse compromisso, falou friamente olhando para mim sem nem piscar os olhos.
Ainda perguntei sobre o nosso amor e ele simplesmente me respondeu:
_ O nosso amor foi tudo uma ilusão, o sentimento que tenho por você é de ternura, de amizade. A vida se encarrega de mudar o nosso caminho e assim partimos para uma nova vida , um novo desafio.
Não podia acreditar no que estava ouvindo, parecia um pesadelo ver o meu sonho de amor desmoronar. Como ele foi tão frio que ainda disse que precisava conversar comigo para acertar alguns detalhes e eu , transtornada , simplesmente respondi:
- Está certo, o que você quer de mim, me levar a loucura, já não basta o sofrimento que isso tudo está me causando?
Estava na casa dele, quando isso tudo aconteceu, e me disse que tínhamos que acertar sobre o apartamento e de tudo que havíamos comprado juntos e estava tão confusa que preferi não questionar, mas uma pergunta estava engasgada na garganta –Para você esta “seria a maneira rápida de terminar as coisas, não é?"
Como ele estava sendo tão calculista, tão sem coração e não queria nem saber que motivos o levaram a tomar tal decisão, estava cheia de tristeza , de raiva no meu coração que não tinha mais espaço para esse amor - era uma página virada na minha vida. Com os olhos cheios de lágrimas peguei minha bolsa e sai correndo.
Sabia que o tempo se encarregaria de curar as minhas mágoas, as minhas feridas e que o sonho acabou , mas a minha vida não e novos sonhos iriam nascer com mais força , com mais experiência e mais tarde isso tudo não passaria de uma simples lembrança do passado.

Rene Santos
45a. Edição OUAT
(Imagens retiradas da NET)


Nenhum comentário: