segunda-feira, 5 de julho de 2010

"COMO AMO ESSE LUGAR"


Acordei e me senti feliz
Em respirar o ar da terra
Numa linda manhã de sol
Correndo pelo milharal
Com o vento da Serra
Na ponta do meu nariz.


Como era bom estar ali
Na fazenda do papai
Passando as férias
Recordando as alegrias
Gostando de poder amar
Todo aquele lugar.


Poder olhar aqueles campos
Com suas folhas molhadas
Com as árvores nas pedras
Refúgio de tantos amores
Beijos de muitos sabores.


Tantos anos passaram
Que nem notaram
Que já sou uma mulher
Querendo muito viver
Vendo o Sol nascer.

Caminhando pelas planícies
Saboreando o verde dos campos
Curtindo todas as meiguices
Destas pessoas simples
Que nos enchem de afagos.

Recanto que me será eterno
Em lembranças vivas
Dentro do meu coração
Com uma voz atendo
Embargada de tanta emoção.

Desejo de contemplar
Sempre as mesma coisas
Aprendendo a trabalhar
Nestas terras preciosas
Que ao meu coração vai alegrar.

Do cansaço ao terno abraço
Sinto o vento no meu rosto
Que tanto me relaxa
E sussuro em voz baixa:
- Como amo esse lugar.

Rene Santos
 OUAT 5a. Edição
Quando vi pela primeira vez esta imagem pensei em várias situações. Uma imagem que reflete uma jovem feliz junto a natureza, completamente íntima do local e sentindo que aquela terra , aquele ar fazem parte do seu ser e foi assim que me inspirei e nasceu esse poema. Beijos

(Imagens retiradas da NET)

Nenhum comentário: